Faxina do Blog

Como era mais ou menos esperado, agora que estou perto do “fim” (não vou parar de postar) do trabalho de conclusão do curso, a estrutura e conteúdo do trabalho é muito diferente do imaginado no início.

Por causa do grande número de modificações, fiz uma faxina geral no blog, apagando quase todas as páginas (a lista de links na coluna da direita). Vou republicá-los aos poucos, mas sem demorar muito, afinal já está tudo escrito.

Minha idéia, desde o início, é que os posts representam o conteúdo candidato a virar páginas(coluna direita). Quando estiver suficientemente seguro da qualidade de um post, publico ele novamente na forma de página, com revisões ou não.

Porque “era mais ou menos esperado que tudo mudasse” e o que isso tem a ver com XP?

A dúvida se tudo mudaria existiu porque, no início do trabalho, eu não tinha lido o capítulo 2 do livro de Vinicius Teles [TELES, 2004] ainda. Senão seria “Como esperado …, ou seja, vai mudar muito e eu sei disso. Explico melhor, logo abaixo.

As modificações são naturais, afinal escrever um artigo, livro, monografia, etc.. é um trabalho tipicamente intelectual e criativo, onde é comum ocorrer muito aprendizado ao longo do desenrolar do próprio trabalho. Ou seja, é um trabalho não linear, porque é cheio de idas e vindas, que funciona melhor de forma iterativa e incremental (em espiral).

Pra meu azar, perdi um pouco mais de tempo do que deveria, planejando detalhes no início e colocando estes detalhes em algo parecido com um cronograma bonitinho (me pediram pra fazer isso). Hoje ele está totalmente defasados em relação ao conteúdo. Vivendo e aprendendo! 🙂

Por sorte não parei no início para fazer fluxogramas, diagramas e outros artefatos gráficos (ou não) detalhados, que ao invés de me guiar pelo caminho tortuoso e desconhecido que viria, teriam me atrasado no início durante uns “dois” meses, e no decorrer do trabalho, devido às 1000 modificações necessárias para mantê-los sincronizados com o conteúdo.

Porque será que tudo aí em cima me parece muito familiar?

Deve ser porque desenvolver software é uma atividade intelectual altamente criativa que deve ser feita de forma não linear. Ops! Mas é isso que a XP prega! Desenvolvimento ágil na veia! 🙂

Mas porque a grande maioria dos processos de desenvolvimento propõem uma preparação inicial detalhada e precisa para evitar idas e vindas, e gasta($$) tanto para tentar tornar o desenvolvimento o mais linear(previsível) possível?

Respondendo parcialmente a pergunta acima. As estatísticas (estarão aqui) mostram que a proposta das metodologias tradicionais nunca funcionou bem, e um dos principais motivos é o modelo de desenvolvimento adotado por elas.

Vai ter um pedacinho de texto meu aqui explicando isso. Vou me esforçar ao máximo pra dar uma visão minha, sem copiar o que Teles [TELES, 2004] publicou. Vai ser impossível não repetir alguma idéia, até porque ele explicou isto de forma excepcional (comercial danado! Mas é pq o livro é bom mesmo 🙂 )

Abraços,
Vinicius AC.

Anúncios

2 comentários sobre “Faxina do Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s