Envolvimento Real do Cliente (prática corolário – 1)

Faça com que as pessoas cuja vida e negócios serão afetados pelo sistema, parte da equipe. Clientes com visão de longo prazo devem participar do planejamento dos ciclos semanais e trimestrais. Eles podem ter um orçamento, ou seja, um percentual da capacidade de desenvolvimento da equipe, para pedirem o que quiserem. O propósito do envolvimento dos clientes é reduzir o esforço em vão, colocando quem tem as necessidades em contato direto com quem pode satisfazê-las [BECK, 2005; IMPROVE IT, XP].

Um mesmo projeto terá resultados diferentes se for feito sem e com o envolvimento real dos clientes. Não ter nenhum cliente envolvido, ou ter um representante do cliente, conduz ao desperdício representado pela: implementação de funcionalidades que não serão utilizadas; especificação de testes que não correspondem aos critérios reais de aceitação; perda da oportunidade de construir relacionamentos reais e saudáveis entre pessoas com as mais diversas visões do projeto [BECK, 2005; IMPROVE IT, XP]. De forma geral, quanto mais próximo estão as necessidades dos clientes das funcionalidades desenvolvidas, mais valioso o desenvolvimento se torna.

Uma objeção ao envolvimento do cliente é que a pessoa envolvida vai obter exatamente o sistema que ela quer, mas não necessariamente o sistema que a maioria, ou todos, os futuros usuários querem. Este argumento desconsidera que pode haver mais de um cliente envolvido, ou seja, um pequeno grupo heterogêneo de clientes pode representar as principais necessidades de todos cuja vida e negócios serão afetados pelo sistema. Ainda assim, é possível que algumas necessidades não sejam incluídas, mas neste caso,vale a máxima de que é bem mais fácil generalizar um pouco mais um sistema bem sucedido, do que especializar um sistema que não resolve a grande maioria dos problemas dos usuários [BECK, 2005; IMPROVE IT, XP].

Não existe a pretensão de ter o cliente disponível 100% do tempo, mas é muito importante tê-lo participando de forma ativa e intensa, junto com todas as outras pessoas importantes para o projeto, o máximo de tempo possível. Pois isto permite que o projeto seja guiado por uma série de pequenos ajustes e não por mudanças bruscas, reduzindo-se muito os riscos.

A participação intensa do cliente é muito importante, pois:

· Evita o trabalho especulativo, que ocorre quando a equipe não consegue ter alguma dúvida respondida, assume premissas e implementa algo por conta própria, achando que é do interesse do cliente.

· Torna mais ágil o processo de desenvolvimento, já que a comunicação entre desenvolvedores e clientes será sempre a mais rápida e fácil possível.

· Faz o cliente aprender sobre os desafios e limitações encontradas pelos desenvolvedores e valorizar mais facilmente o serviço prestado. Isto contribui para melhorar a confiança e o respeito de ambas as partes.

· Evita situações incorretas, já que o cliente tem maior visibilidade sobre o que está sendo feito e a equipe pode apontar facilmente questões ignoradas pelo cliente.

Em suma, a incorporação das pessoas que tem algo importante a dizer a equipe, com destaque para o cliente, estimula a comunicação, simplicidade, feedback, respeito e coragem dentro do processo de desenvolvimento, ou seja, promove os valores básicos da XP.

 

Abraços,
Vinicius AC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s