4.6.9. Folga

4.6.9. Folga

Inclua no plano algumas tarefas menores que podem ser removidas se ocorrer algum atraso.

Equipes de desenvolvimento de software tendem a comprometerem-se a entregar mais funcionalidades do que podem. Quando isto acontece, os clientes perdem a confiança na equipe. Desconfiança, gera inúmeros desperdícios, tais como: Pressões por prazos muito curtos que aumentam os riscos de erros; baixa motivação que diminui a produtividade; conflitos de relacionamento [IMPROVE IT, XP].

Equipes XP devem saber estimar bem o que são capazes de fazer, para estabelecer uma folga na hora de comprometer-se com o cliente. Isto pode ser feito através da inclusão de atividades secundárias no ciclo semanal que, caso seja necessário, podem ser ignoradas para não atrasar a implementação do que foi acordado com o cliente.

É possível incorporar folgas ao projeto de muitas formas, tais como: De cada oito semanas, separar uma para tarefas técnicas; Reservar vinte por cento do comprometimento semanal para tarefas técnicas escolhidas pelo programador; Considerar apenas 80% da equipe quando estiver selecionando histórias para uma iteração.

Estimar bem uma história é pensar na quantidade real de tempo necessário para implementá-la. Porém, nem sempre o cliente está preparado para comunicação clara e honesta. Neste caso, é prudente inserir uma folga que justifique para o cliente o tempo estimado.

[IMPROVE IT, XP] [BECK, 2005]

\o ‘s,
ViniciusAC.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s